Fim de Linha

a gente quer segurar o passado
a surpresa da sintonia
os volteados da dança

as corridas na areia
os olhares sem palavras
os encontros completos

engano puro
o passado é lacrado
o afeto ficou
     distante
     vencido

hoje a conversa é caricatura
as lembranças distorcidas
machucam o presente

hoje temos nada
inútil buscar os laços
     lá longe

deixemos assim
as lembranças permanecem.
Agora entre nós somos ninguém…

Copyright©2022 Maria Brockerhoff

Copyright©2018 Rainer Brockerhoff

A Lição do Pequi

O pequi tem cabeça dura
— faca martelo pedrada —
         nada o fura
naquele momento amadurece
se abre fácil
em estrela de cinco pontas e
oferece o fruto dourado
         perfuma o cerrado

Spa Edy Mafra, Lagoa Santa – Copyright©2021 Rainer Brockerhoff

Tem gente também assim
         com o tempo
— salgadas as feridas
         temperados os desencontros —
desabrocha bem sortida
armada para a lida…

Spa Edy Mafra, Lagoa Santa – Copyright©2021 Rainer Brockerhoff

2021 Delivery

Painel ©Copyright Isidoro Esposito
fotografado em Rossano, Itália 2018 – Rainer Brockerhoff

Neste mundo à mingua
de silêncio e
abarrotado de whatsapp,
os rabiscos de pedidos.
Entrega imediata:
— calma
para estar no presente
— o toque
de despertar nas fibras do peito
— a surpresa
de rever o mar como na primeira vez
— abraços
inteiros de corpos ensaboados
com cravo e canela…

PS …e a sua lista?

Copyright©2020 Maria Brockerhoff

Outra Vez

Outra vez primavera
brotam sementes — talvez
de amores irreverentes
Quem dera!…

Copyright©2019 Maria Brockerhoff

Copyright©2019 Rainer Brockerhoff

Poema — Jorge de Lima

Também há naus que não chegam
Mesmo sem ter naufragado
Não porque nunca tivessem
Quem as guiasse no mar
Ou não tivessem velame
Ou leme ou âncora ou vento
Ou porque se embebedassem
Ou rotas se despregassem
Mas simplesmente porque
Já estavam podres no tronco
Da árvore de que as tiraram

Ashland, Oregon – Copyright©2006 Rainer Brockerhoff

Folhinha Poética

Clique na imagem

Jorge Carlos Amaral de Oliveira, o Mané do Café:

O blog Poemança, da Folhinha Poética chegou às cem mil visualizações (equivalente a um Maracanã em dia de Fla-Flu, no tempo em que o Maracanã era do povo), em oitenta e três países. Em se tratando de um blog de poesia, dá-nos um alento e tanto. A todos os colaboradores, o nosso sincero agradecimento.

Aplausos, recomendamos!

A Folhinha Poética faz a poesia entrar na nossa vida de modo significativo:
liberta-nos da rotina
atiça-nos a fantasia
aproxima-nos do outro…

Erínias na Folhinha Poética: link.

2016

Antártida – Copyright©2016 Rainer Brockerhoff

 

 

 

Ano novo?
Depende
pra onde acenas
penas ou Athenas!

 

 

 

Copyright©2015 Maria Brockerhoff