As Faces dos Presidentes…

…esculpidas em granito no Mount Rushmore, Dakota do Sul, EUA, são emoção pura! Resultado de determinação, sonho e delírio de Gutzon Borglum, um talentoso escultor, a idéia de esculpir as faces na montanha encontrou muita resistência. Hoje, um monumento magnífico de engenharia e arte encravado na montanha, é uma mina de divisas: recebe cerca de 3 milhões de pessoas por ano.

Com a face expressiva e o olhar brilhante os presidentes estão vivos: George Washington, Thomas Jefferson, Theodore Roosevelt e Abraham Lincoln. Para se ter uma idéia da dimensão, os olhos tem cerca de 3,3m de largura, o nariz de George Washington mede 6,3m e a boca tem 5,4m de largura. De helicóptero é possível ver todo o parque com suas formações pontiagudas em granito, em meio à floresta de pinheiros.

O heróico escultor morreu antes de terminar a espetacular escultura; o filho, Lincoln Borglum, continuou a obra que foi inaugurada em 1941. Mount Rushmore fica perto de Rapid City, uma agradável cidade com bons hotéis, esculturas na praça e extensos jardins.

A estrutura do parque é perfeita com cinema, anfiteatro, exposição de ferramentas, maquinaria, documentação de todo o processão de construção. Há o estúdio do visionário Borglum com os modelos e moldes originais. Esculpidos em mármore, os nomes de todos os trabalhadores da obra (sem nenhum acidente fatal!). O último deles estava autografando o livro autobiográfico. Magro, cabelos brancos, carinha miudinha, olhos verdes, disse não ter tido a menor idéia da importância e da grandeza daquela obra. Apenas ia martelando onde lhe ordenavam. 🙂

A chegada ao monumento é cheia de bandeiras com as faces acima e em frente. O local foi muito bem preparado, com grande e confortável suporte turístico; percorrendo a bela “trilha dos presidentes” é possível chegar bem perto das esculturas. Na base do monte há uma vila, de uma só rua, no estilo “faroeste” com construções antigas de madeira, lojinhas e restaurantes; um deles com o tradicional saloon, lustres enormes, quadros e louças antigas, onde a truta com amêndoas e o molho “gravy” é deliciosa.

A imagem deste ícone já me acompanhava há muito tempo e junto o desejo de vê-lo de perto. É uma fantasia que se tornou verdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *