Luís Vaz de Camões

Ao Desconcerto do Mundo

Os bons vi sempre passar
No mundo graves tormentos;
E para mais me espantar,
Os maus vi sempre nadar
Em mar de contentamentos.
Cuidando ao cansar assim
O bem tão mal ordenado,
Fui mau, mas fui castigado:
Assim que, só para mim
Anda o mundo concertado.

2 thoughts on “Luís Vaz de Camões

  1. Dalva Goretti

    Quem dera se todos pagassem aqui pelo mal que fazem… como seria tudo tão pão pão, pedra pedra, ação e reação…mas não é o que vemos, por isso tantos contam com a justiça divina, adoraria acreditar mais nela, como me falta essa fé cega, prefiro agir conforme o que acredito e seguir meu caminho.

  2. bru

    Camões,
    grande poeta portugues.
    Enxergava mais com um olho;
    do q nós com tres.

    kkkkkkkkkk
    De vez em qdo dou uma lidinha… gosto bastante do épico pungente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *